MATA (2021)

Uma coisa é certa, o homem está morto. Mas quem o matou? Onde está a verdade se todos aparentam mentir? Onde se encontra a inocência se todos querem ter a culpa? Neste bosque de verdades contraditórias, de assumidas culpas, onde se encontra a justiça? E se, quando um homem morre, um banco vai à falência ou um governo mantém o seu povo esfomeado e todos nós argumentamos razão, verdade, inocência e culpa, assim fica a humanidade perdida neste cerrado e sombrio bosque.

Encenação e Espaço Cénico: Rosa Dias | Texto: A Partir de 藪の中 (Yabu no Naka), de Ryūnosuke Akutagawa | Assistência de Encenação e Desenho de Luz: José Maria Dias | Dramaturgia: Patrícia Paixão e Rosa Dias | Figurinos: Zé Nova| Interpretação: João Jacinto, Pedro Nunes, Rosa Dias, Inês Monteiro Pires e André Reis | Música: Inês Monteiro Pires e André Reis | Apoio ao Movimento e Coreografia de Combate: Carlos Pereira | Sonoplastia: Emídio Buchinho | Imagem e Design de Comunicação: Tomás Anjos Barão | Fotografia: Leonardo Silva | Operação de Luz e Som: João Fernandes | Produção e Comunicação: Graziela Dias, Levi Martins e Patrícia Paixão  | Coprodução: Companhia Mascarenhas-Martins e Teatro Estúdio Fontenova | Apoio à comunicação: SetúbalMais, semmais e O Som da Baixa | Apoios: Junta de Freguesia da União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro e Set-Link | A Companhia Mascarenhas-Martins e o Teatro Estúdio Fontenova são estruturas financiadas pela República Portuguesa –Ministério da Cultura/ Direção Geral das Artes e pela Câmara Municipal do Montijo e Câmara Municipal de Setúbal (respetivamente)

Classificação: M/12
Duração: Aprox. 1h

Apresentações

16–19 Setembro 2021
Fórum Municipal Luísa Todi – Setúbal
Quinta a sábado 21h30, domingo 17h00

2022 (datas a anunciar)
Cinema-Teatro Joaquim D’Almeida

Livro

Tradução de Rosa Dias do conto original de Ryūnosuke Akutagawa. Disponível (5€). Encomendas: teatroestudiofontenova@gmail.com